segunda-feira, 25 de maio de 2015

Primeira folha

"Viajando no mundo das maravilhas
 esquecidas dos dias que passam 
demorando-se no brilho da luz..." (1)

O conhecimento e o contacto com crianças mais pequenas, entre bibliotecas escolares fez-me conhecer, talvez antes reconhecer melhor o que é a imaginação servida no quotidiano. Verifiquei que nesse universo, há uma emoção muito própria, uma linguagem diferente, singular, que se serve das imagens e dos objectos para caminhar entre os sorrisos, numa viagem onde a fantasia responde a todas as dúvidas.

É o reino da literatura infantil e juvenil, onde o tempo está ainda preso pelo vento e as manhãs sorriem ao sol, por caminhos, estradas e mares onde cada figura nos conduz por entre as searas e as urzes. E nelas achamos as mais fantásticas figuras, sempre a sonhar com a maior das aventuras.

Caderno de aventuras é uma simples ideia, nem sequer original, realizada em diferentes endereços e suportes por outros, há mais tempo, com mais experiência, mas com uma igual vontade de falar sobre o encanto fantástico da infância. Este caderno procura ser uma ilustração de aventuras, uma admiração pelo sonho dos que viajam na imaginação e uma janela aberta aos beijos que entram pela cor e traço dos escritores, ilustradores, poetas e músicos.

Não pretende ser um blog especializado sob a área da infância, mas apenas um olhar admirado, assombrado sobre algo que é um fascínio, essa doçura sobre o conto infantil de quem não parecendo saber muito tem algumas respostas,  e sobretudo perguntas infinitas. Aventuras de peixes e borboletas, "num mundo de maravilhas", onde crianças, objectos e fadas enfeitam o jardim das histórias.

(1) Lewis CarollAlice do outro lado do espelho

Sem comentários:

Enviar um comentário